Você curte se exercitar, quer emagrecer com saúde e ter um corpo legal? Então é fundamental conhecer as tendências fitness que estão em alta no momento!

Entre elas existem várias modalidades de exercícios, treinos e esportes. E, certamente, pelo menos uma delas se encaixa no seu perfil e pode te motivar a levar uma vida mais saudável, mantendo a autoestima em dia também.

Nós separamos algumas opções incríveis. Se você deseja saber quais são elas e as vantagens que elas trazem, continue lendo o post!

As principais e atuais tendências fitness no mundo

Felizmente, as pessoas estão cada vez mais preocupadas em ter hábitos saudáveis! Na era da informação, qualquer um pode encontrar conteúdos úteis pela tela do smartphone para saber como cuidar melhor do próprio corpo.

Pensando nisso, a ACSM (American College of Sports Medicine), umas das mais respeitadas instituições de medicina do esporte e educação física em todo o mundo, elaborou uma pesquisa contendo as principais tendências do universo esportivo para o ano de 2017.

O primeiro colocado do ranking são os acessórios e dispositivos tecnológicos que auxiliam na busca por um melhor desempenho. Eles vão de relógios inteligentes a contadores de passos e medidores de batimentos cardíacos. Há ainda os recursos que mapeiam os caminhos que você percorre e indicam o momento certo para se hidratar.

Em seguida, na terceira posição, é possível ver o HIIT (High-intensity interval training), que tem se tornado o queridinho de muitas pessoas por queimar muitas calorias em pouco tempo.

Ainda podemos notar a presença de treinos de força, voltados ao fortalecimento muscular, e treinos feitos em grupo. Os funcionais também aparecem, assim como a yoga, que chama atenção por estar inserida na listagem. Afinal, não se trata de uma atividade somente fitness, mas também wellness, já que também traz benefícios para a mente.

De qualquer modo, um olhar geral sobre a lista de tendências fitness nos permite chegar a uma conclusão: não existe mais apenas um tipo de esporte que tem a preferência de todos. Atualmente, as pessoas buscam por alternativas que se encaixem em suas rotinas.

Nesse sentido, treinar sempre a mesma coisa e no mesmo local pouco combina com o ritmo de trabalho acentuado que muitos vivem. O ideal é buscar por horários adaptáveis e unir o útil ao agradável, encontrando nos exercícios físicos um espaço também para o prazer e para o relaxamento.

1. Treinos funcionais

Muito se fala sobre os treinos funcionais, mas poucas pessoas sabem do que realmente se trata. Segundo o dicionário, “funcional” é um adjetivo que caracteriza tudo aquilo “que responde a uma função determinada”. Ou seja, é algo útil, que tem um propósito definido.

Em termos práticos, o treino funcional é caracterizado por mexer com diversas partes do corpo, trabalhando-as simultaneamente. Sendo assim, ele pode ser considerado como o oposto de um trabalho muscular específico, cujo enfoque recai sobre apenas um único tipo de músculo.

Treinamento Funcional com liberdade no Gympass

Mais do que isso: os treinamentos dessa categoria são embasados em movimentos que são naturais para grande parte das pessoas. E quais seriam eles? É simples: pular, correr, agachar, empurrar e girar. Ele não tem a repetição mecânica como pressuposto, pois é designado para explorar as potencialidades inerentes ao físico humano.

Se você é daqueles que acham que malhar é uma coisa monótona, muito repetitiva, fazer circuitos funcionais pode ser ótimo! Até mesmo porque eles têm um alto poder de definir os músculos sem atrofiá-los.

Aliás, é praticamente impossível se entediar com essas atividades. Elas mesclam movimentos muito distintos entre si, como abdominais, corridas e saltos. Há, ainda, uma grande alternância de aparelhos utilizados: barras, cordas, anilhas, pesos, bolas suíças etc.

O Cross Fit, uma das principais tendências fitness da atualidade, é uma adaptação intensiva dos treinos funcionais. Como diferencial, pode-se notar o objetivo do fortalecimento como prioridade. Contudo, ambos partem de princípios semelhantes.

As aulas ainda são excelentes opções para quem não tem muito tempo disponível, pois geralmente não ultrapassam uma hora de duração e são disponibilizadas em diversos horários e níveis de intensidade.

Além dos benefícios citados, podemos mencionar:

  • aumenta a tonificação muscular;
  • melhora o metabolismo aeróbico;
  • ajuda com a consciência corporal;
  • apresenta um baixo risco de lesão;
  • treina os movimentos e não apenas os músculos;
  • melhora o equilíbrio estático e o dinâmico;
  • ajusta a postura;
  • traz resistência e flexibilidade.

2. Treinos de força

Os treinos de força são os principais componentes daquilo que é popularmente chamado de “malhação”. Eles são destinados a fortalecer determinadas áreas, buscando ou não pela hipertrofia.

Embora não sejam tão atuais assim, eles continuam sendo uma das principais tendências do mundo fitness. Não importa se o seu objetivo é ficar musculoso ou apenas sarado: o fortalecimento muscular cumpre, sobretudo, um importante papel na saúde.

Segundo um artigo publicado por Ricardo Palatnic, bacharel em Esporte pela Escola de Educação Física e Esporte da USP (Universidade de São Paulo), esse tipo de treinamento “proporciona diversos benefícios para a saúde como na prevenção de doenças, no aumento da massa óssea e na reabilitação de lesões”.

Ele ainda cumpre uma função essencial para os esportistas de alto rendimento. Nestes, atua como “meio para aumentar o desempenho” e “na prevenção de lesões”, diz Ricardo. Também é muito útil para diminuir a tão temida flacidez e aumentar a massa magra.

A alimentação, tanto no pré-treino quanto no pós-treino, e o repouso são imprescindíveis para que se chegue aos resultados almejados. Fato é que ambos são elementos de suma relevância em qualquer atividade física. Mas, na musculação, são mais ainda, porque o corpo é muito exigido durante o processo.

Vale notar que ele deve seguir um planejamento bem traçado, feito em etapas e designado por profissionais experientes da área. Caso contrário, pode causar malefícios aos praticantes.

No início, o recomendado é fazer sessões breves, com cargas mais leves. Assim, o corpo pode se adaptar para que consiga aumentar os esforços de maneira gradativa, a fim de evitar lesões ou desmotivação.

Exercícios de alta densidade vem ganhando espaço no Brasil

Lembre-se: para atingir a hipertrofia e ver seus músculos crescerem, paciência e dedicação são as palavras-chave. Não dê atenção a modismos ou métodos milagrosos. A única forma de chegar ao ponto desejado é contar com o apoio de quem entende do assunto e pode orientar seus treinos com segurança.

Confira algumas outras vantagens oferecidas pelos treinos de força:

  • evita a redução da taxa metabólica;
  • causa a hipertrofia muscular, dependendo das condições de treino e dos objetivos traçados;
  • não deixa a massa muscular reduzir naturalmente;
  • reduz a massa gorda;
  • aumenta a densidade mineral óssea;
  • ajuda a reduzir a prisão de ventre;
  • traz ganhos para a postura.
VEJA TAMBÉM  Conheça 5 motivos para fazer pilates

3. Yoga

Presente nas listas elaboradas pela ACSM desde 2008, a milenar Ioga permanece no ranking das principais tendências fitness de maneira ininterrupta desde 2010. Sua condição como tendência vem, portanto, se reafirmando ao longo dos anos.

A prática, que surgiu na Índia há mais de dois milênios, também pode ser chamada de “yoga”, cuja tradução significa “controlar” ou “unir”. Isso se reflete na seguinte ideia: quando controlamos bem nossos movimentos físicos, também somos capazes de exercer maior controle sobre nossas emoções e afins. Outra perspectiva aceita é a de que unimos o corpo à mente e ao espírito enquanto praticamos.

Se em sua origem ela era tratada como uma filosofia, atualmente é vista como uma prática que traz incontestáveis benefícios físicos. Apesar da perspectiva moderna e ocidental ter feito dela uma atividade essencialmente prática, ainda guarda as antigas potencialidades de ajudar a mente.

Um artigo científico, publicado em 2011 na Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, mostra os benefícios da prática em relação àqueles que sofrem com a ansiedade. Segundo Camila Ferreira Vorkapic e Bernard Rangé, os autores do trabalho, a yoga “parece ser uma intervenção consistente, bem-sucedida e com boa relação custo-benefício no tratamento dos transtornos de ansiedade”.

No entanto, vale frisar que não existe apenas uma maneira de praticá-la. Entre outros, podemos destacar os métodos:

  • kundalini;
  • brikam;
  • hatha yoga;
  • ashtanga;
  • vinyasa;
  • iyengar.

Veja alguns exemplos dos muitos efeitos benéficos que ela pode trazer para sua vida:

  • diminui o estresse significativamente;
  • ajuda muito na flexibilidade e na consciência corporal;
  • melhora a respiração e, por consequência, a circulação sanguínea;
  • aumenta a capacidade de concentração;
  • torna o sono mais prazeroso;
  • fortalece a musculatura.

Yoga é uma das principais tendências fitness desde 2010

4. Pilates

Fazer pilates é uma das recomendações que mais aparecem nas revistas de comportamento de todo o Brasil. Sucesso entre as celebridades, ele trabalha o físico sem descuidar da parte mental, assim como a yoga.

Suas principais atividades se consistem em exercícios de força e alongamentos. Desenvolvido pelo alemão Joseph Pilates na década de 1920, o método preza pelo desenvolvimento da consciência corporal. Foi apenas no começo dos anos 2000 que começou a se firmar em solo brasileiro

Esse fator, aliás, pode ser apontado como uma de suas mais notáveis vantagens, bem como a correção dos maus hábitos posturais. Outras consequências positivas de praticá-lo são:

  • ajuda a dormir melhor;
  • reduz o estresse;
  • aumenta a força e a resistência muscular.

Inclusive, dados de uma pesquisa publicada na revista científica Motriz comprovam o esse ganho em relação à musculatura e à flexibilidade. O estudo analisou a progressão de dançarinos que também treinavam pilates. Constatou-se que eles apresentavam um desempenho superior nesses quesitos.

5. Treinos de luta

Modalidade de Lutas é popular no mundo fitness

Foto da Gympasser @renatalunardi

Felizmente, o pensamento medieval de que “lutar é coisa de gente violenta” não encontra mais respaldo na opinião pública. Prova disso é que os treinos de luta vêm se firmando cada vez mais entre as tendências fitness.

Quem opta por este tipo de treinamento encontra uma enorme variedade de artes marciais à disposição. Cada uma delas com uma série de regras, movimentos e modos de preparação bastante distintos entre si.

Há, ainda, aqueles que preferem aliar uma categoria de arte marcial à musculação e à concentração proporcionada por práticas como yoga e pilates.

Embora existam variações consideráveis entre uma luta e outra, é válido dizer que, em geral, elas:

  • contribuem para manter foco nas atividades do cotidiano;
  • dão um melhor direcionamento aos sentimentos ruins, ajudando a lidar com eles;
  • são excelentes para a musculatura;
  • mostram-se absolutamente adaptáveis em relação à intensidade, o que contribui para que pessoas de todas as idades as pratiquem;
  • colaboram para se construir uma boa noção de autodefesa;
  • fazem com que o aluno perceba, de forma prática em seu desempenho, as vantagens de dormir e comer melhor;
  • aumentam o autocontrole;
  • ajudam os praticantes a ter mais coragem, pois percebem, aos poucos, os movimentos que são capazes de fazer com os próprios membros.

Veja, abaixo, alguns exemplos de artes marciais:

  • kung-fu;
  • muay thai;
  • jiu-jitsu;
  • judô,
  • karatê;
  • aikido;
  • boxe;
  • capoeira.

Originadas nos mais diversos locais do mundo, elas também contam histórias e retratam a moral, a cultura e a conduta disciplinar de seus respectivos povos.

Um estudo conduzido por Renan Lemos Pacheco, graduado em Educação Física pelo Centro Universitário Moacyr Sreder Bastos, mostrou a influência positiva que as artes marciais podem ter sobre a agressividade em adolescentes.

Pacheco constatou, a partir de sua pesquisa, que elas ajudam a reduzir o comportamento agressivo dos jovens quando inseridas nas atividades das aulas de educação física. Praticar muay thai, em especial, é uma ótima medida se você deseja se aproximar do que há de mais atual entre as tendências fitness.

Dependendo do ritmo da prática e do nível de intensidade empregado dos treinos, um praticante da modalidade pode queimar entre 1.000 e 1.500 calorias em uma hora de treino, aproximadamente.

Além disso, ele é conhecido por transformar rapidamente a massa gorda em massa magra. Isso depende, é claro, do metabolismo de cada um, No entanto, o muay thai tem essa fama justamente por trabalhar muitos músculos simultaneamente.

A coordenação motora também agradece. Afinal, há um constante estímulo para utilizar o lado “fraco” do corpo (no caso dos canhotos, o lado direito, e vice-versa).

6. Danças

As danças talvez sejam o componente mais distinto desta lista, porque antes de serem um conjunto de exercícios, são uma manifestação artística. Ou seja, quem se arrisca a bailar também encontra uma excelente oportunidade de expressar suas emoções e sentimentos.

Outro ponto positivo é que ela já não é mais vista apenas como “uma coisa de mulher”. Isso colabora para ser tratada como uma tendência: todos os gêneros são bem-vindos!

Dança é uma das 9 maiores tendências fitness do momento

Se o seu objetivo principal é perder alguns quilinhos, dançar para emagrecer pode ser tudo o que você precisa. Por ser uma atividade muito divertida, ela também ajuda a relaxar enquanto é praticada. O fato de também ser uma forma de entretenimento incentiva aqueles que são mais preguiçosos.

VEJA TAMBÉM  Conheça 6 motivos para começar a fazer Yoga

Curiosamente, dançar funciona nesses casos porque você acaba se distanciando da obrigação. Em vez de “tenho que fazer exercícios para manter meu corpo saudável”, você tende a pensar “poxa, que vontade de dançar!”

Como se não bastasse, a habilidade ainda funciona em outros contextos. Imagina que bacana ser reconhecido como o “pé de valsa” das festas? Além de tudo, é um charme natural, que chama a atenção das pessoas positivamente.

Outros atributos que podem ser adquiridos dançando são:

  • músculos tonificados;
  • bem-estar e autoestima elevados;
  • sociabilidade mais fluente;
  • musculatura relaxada e sem tensão;
  • elasticidade em dia;
  • perfeita noção de equilíbrio;
  • memória, caso você se proponha a decorar algumas coreografias.

Enfim, existem inúmeras modalidades de dança e uma delas, com certeza, se encaixa mais ao seu perfil. Elas variam tanto no estilo — lento, acelerado etc. — quanto nas partes do corpo que são mais exercitadas durante os treinos.

Uma categoria dessa modalidade que está entre as principais tendências fitness e que tem conquistado cada vez mais adeptos é o ballet fitness. Criado pela goiana Betina Dantas, ele reúne o melhor dos dois mundos: as belas movimentações do ballet clássico e o condicionamento físico associado ao mundo fitness.

7. Tecnologia do tipo wearable

Para quem não conhece, “wearable” é uma expressão idiomática vinda do inglês. Ela pode ser livremente traduzida para algo como “vestível” ou “usável”. As palavras podem até ser confusas, mas o conceito não: são tecnologias de ponta, que podem ser facilmente “colocadas” no corpo.

Se você é geek, nerd ou simplesmente gosta de inovações tecnológicas, vale a pena entender o impacto trazido por essas novidades!

Já mencionadas logo no começo do post, elas são o que há de mais top na lista elaborada pela ACSM. E não é para menos: se vivemos na era da informação, em que tudo é acessível por meio de apenas um clique, os esportes não poderiam ficar de fora dessa onda.

Entre os recursos, pode-se destacar:

  • roupas que otimizam o desempenho;
  • relógios “smart” que executam as mais variadas funções;
  • medidores e indicadores de percurso, como GPSs e afins;
  • óculos inteligentes, que também dão informações úteis sobre o caminho;
  • aparelhos que monitoram os batimentos cardíacos.

A alta e ainda recente popularização desses itens é a confirmação de uma tendência que se iniciou lá atrás, ainda na década de 1970. Nesse período, a ciência e a tecnologia se uniram de vez para possibilitar a melhora de performance em atletas profissionais.

Embora nem todos eles sejam muito acessíveis, devido ao preço e à fabricação, que ainda não se dá em larga escala, eles apontam para o futuro.

Aos poucos, a prática desportiva cede espaço aos dispositivos que prometem melhorá-la. Até mesmo aqueles que são amadores se beneficiam disso, porque esses acessórios ajudam a se orientar melhor durante as atividades.

8. HIIT: High-intensity interval training

O HIIT é uma das tendências fitness que mais cresce no Brasil

Foto da Gympasser @maruchapinheiro

Os HIITs (High-intensity interval training) têm conquistado uma legião de fãs mundo afora. A fama tem um motivo: são reconhecidos como um dos melhores exercícios para queimar calorias.

Traduzindo: são treinos aeróbicos intervalados de alta intensidade. Ou seja, você se esforça muito durante um curto período, faz um pequeno intervalo, e repete a dose mais algumas vezes.

A variedade também conquista: um HIIT pode ser facilmente montado como variados tipos de atividade. Isso ajuda quem não gosta de repetir sempre as mesmas práticas e também permite trabalhar diferentes regiões. Nesse ponto, ele se assemelha bastante aos treinos funcionais.

Diferentes métodos têm surgido no mundo fitness. Seja prometendo um rápido emagrecimento, seja garantido uma barriga sequinha para o verão. É importante notar que grande parte deles são adaptações do que um HIIT pode ser.

E não é só pela grande queima calórica que o treino intervalado e intensivo cativa: estudos comprovam que ele ajuda a reverter o envelhecimento!

Trata-se, portanto, de um combo irrecusável: você não gasta muito tempo, emagrece mais rápido e ainda sai ganhando em inúmeros quesitos:

  • acelera o funcionamento do metabolismo;
  • continua queimando calorias em até 24 horas depois de terminar o exercício;
  • aumenta significativamente o volume de massa magra;
  • melhora a síntese muscular;
  • ajuda na capacidade cardiorrespiratória.

Os treinos geralmente variam de 4 a 30 minutos, contando os intervalos, que são essenciais para o procedimento atingir os resultados esperados. Fazendo-os 2 ou 3 vezes na semana, você pode perder quilos rapidamente.

Se você ainda não foi conquistado pelos benefícios acima listados, saiba que ele também permite adaptações. Dessa forma, mesmo aqueles que têm alguma limitação ou uma idade avançada podem praticá-lo em uma intensidade menor.

Não se esqueça: como qualquer atividade física, tudo é possível após o parecer positivo de um médico e o acompanhamento de profissionais qualificados.

9. Aulas coletivas

A presença de aulas coletivas entre as maiores tendências só reafirma o quanto se busca por motivação na hora de se exercitar. Quem nunca fez a matrícula em uma academia e desistiu um mês depois? Começou a praticar algum esporte e logo desistiu?

Um treino coletivo, independentemente do que é trabalhado nele, traz a grandiosa vantagem de manter as pessoas envolvidas com aquilo é treinado. Isso se dá por conta da sociabilidade envolvida em todo o processo: você faz amigos, conhece pessoas e relaciona o bem-estar físico a uma boa condição social.

Aliás, isso é bastante útil para quem desanima assim que o inverno chega, pega um resfriado qualquer ou cai uma chuva daquelas: os colegas de treino se motivam reciprocamente.

Há, ainda, a questão democrática: algumas turmas mesclam pessoas de diferentes níveis. Dessa maneira, aqueles que começaram há pouco tempo se sentem mais próximos do lugar onde querem chegar.

À parte do horário que você dispõe para treinar, o importante é manter a regularidade. Cultivar o prazer pelo ato de se exercitar também é uma mão na roda.

As tendências fitness podem servir como uma importante referência para encontrar aquilo que você gosta. Assim como na carreira e em outras áreas da vida, tudo fica mais fácil quando você gosta do que faz!

Levando isso em conta, que tal conhecer os planos oferecidos pelo Gympass? Eles dão acesso a várias academias espalhadas em todo o Brasil e você tem liberdade para ir quando e onde quiser. É um passaporte para viver melhor!