De vez em quando, é normal se sentir cansado em meio à correria do dia a dia. A boa notícia é que alguns hábitos podem ajudar a ter mais disposição, como se alimentar corretamente, dormir bem e praticar atividades físicas regulares. Com uma rotina saudável, fica muito mais fácil encarar a jornada diária e ainda ter pique para sair e se divertir!

Se você deseja saber como aumentar a energia, não perca tempo: acompanhe este post e coloque as dicas em prática imediatamente!

A importância da alimentação para o bem-estar

Para funcionar adequadamente, o corpo humano precisa de combustível, ou seja, de calorias provenientes da alimentação. Ao mesmo tempo, é necessário se hidratar tomando bastante água — responsável por transportar os nutrientes para dentro das células. Assim, os alimentos ingeridos podem ser metabolizados e, finalmente, convertidos em energia.

Por outro lado, há opções que prejudicam a disposição, como doces, frituras, carboidratos simples (como pães brancos), produtos ultraprocessados (cheios de corantes, conservantes e outros aditivos) e bebidas alcoólicas. Por isso, esses alimentos devem ser evitados ou, no máximo, reservados a ocasiões especiais.

15 alimentos que ajudam a aumentar a energia

Diversos alimentos ajudam a melhorar a disposição. No entanto, apesar de saudáveis, a maioria das comidas altamente energéticas também é bastante calórica, e, por isso, é preciso consumi-los com moderação e dentro de uma dieta balanceada.

Sempre que possível, prefira versões caseiras às industrializadas — as quais contêm aditivos químicos. Porém, caso estas sejam a única opção, compare as informações nos rótulos para fazer a melhor escolha.

Quer saber quais são os alimentos que ajudam a aumentar a energia? Confira 15 boas sugestões:

1. Banana

Com opções para todos os gostos (banana-da-terra, nanica, prata, maçã e ouro), a fruta é rica em carboidratos, vitaminas A, B1, B2 e C, fibras e minerais — o alto teor de potássio, em especial, previne cãibras, fraquezas musculares e até a apatia mental.

2. Guaraná

Guaraná ajuda a aumentar a energia

A fruta da região Norte costuma ser encontrada no restante do país sob a forma de pó. Poderoso estimulante natural (fonte de cafeína), o guaraná pode ser adicionado a sucos e vitaminas para manter o estado de alerta, reduzir o esgotamento físico e melhorar a disposição.

3. Açaí

Outro fruto típico da região Norte, o açaí se popularizou pelos estados mais ao sul sob a forma de creme. Rico em carboidratos (que dão energia), antioxidantes (que retardam o envelhecimento) e gorduras insaturadas (benéficas ao coração), também se destaca por ser fonte de vitaminas C, B1 e B2.

VEJA TAMBÉM  Recuperação pós treino: 7 dicas infalíveis para melhorar seu desempenho

4. Aveia integral

A aveia é um carboidrato de baixo índice glicêmico, o que significa que fornece energia sem aumentar os níveis de açúcar no sangue, bem como ajuda a gerar saciedade. Além disso, é fonte de vitaminas do Complexo B, as quais melhoram a disposição.

5. Iogurte natural

Parceiro da aveia, o iogurte natural é uma boa fonte de proteínas e, junto ao cereal, promove a sensação de saciedade, ajuda a fortalecer o sistema imunológico e aumenta a energia.

6. Oleaginosas

Nozes, amêndoas e castanhas são excelentes fontes de proteínas vegetais, gorduras insaturadas, que fazem bem ao sistema cardiovascular, e minerais, que ajudam a reduzir o estresse, melhorar a memória e aumentar a sensação de energia.

7. Chocolate amargo

Chocolate meio amargo fornece energia para o dia-a-dia

Rico em teobromina, um estimulante com ação parecida à da cafeína, melhora o humor e aumenta a energia. Já seus flavonoides fazem bem ao coração e à oxigenação do organismo, mantendo o corpo alerta e bem-disposto.

8. Mel

Esse adoçante natural é formado por dois tipos de carboidratos — frutose e glicose — altamente energéticos, os quais ajudam a combater a indisposição.

Também é fonte de vitamina C, que previne o envelhecimento, vitaminas do Complexo B, que atuam no aumento da energia, e minerais.

9. Pipoca

Com exceção da pipoca de cinema (cheia de óleo e sal), o milho estourado em casa — inclusive a versão em saquinho, para micro-ondas — é saudável, com fibras que facilitam a digestão e melhoram a disposição.

10. Peixe

Opções ricas em Ômega 3, como o salmão, fazem bem à saúde cardíaca. Sabe-se que um coração saudável transporta mais oxigênio e, consequentemente, melhora a circulação, a atividade cerebral e os níveis de energia.

11. Ovo

O Ovo é muito importante para uma dieta cheia de proteína e energia

Cozido, mexido (em frigideiras antiaderentes, para evitar o uso de óleo) ou pochê, o ovo tem poucas calorias e muitos nutrientes, como proteínas, ferro e colina, vitamina do Complexo B que colabora com as funções cerebrais e a produção de energia.

12. Folhas verde-escuras

Repletos de vitaminas, proteínas vegetais e minerais, os vegetais folhosos escuros são fontes inesgotáveis de nutrientes que dão energia. Também têm antioxidantes, os quais retardam os efeitos do envelhecimento.

13. Água de coco

Essa bebida é considerada um poderoso isotônico e energético natural, graças aos altos níveis de vitaminas e minerais. Na hora de se hidratar, prefira o coco verde às versões industrializadas.

VEJA TAMBÉM  Saiba o que comer antes e depois do treino para melhorar seus resultados

14. Chá-verde

Fonte de cafeína, a bebida é considerada termogênica, ou seja, ajuda a acelerar o metabolismo, contribuindo para a maior queima calórica, e a aumentar a energia.

Também atua na melhora do bem-estar, pois contém um aminoácido que eleva a produção de dopamina e serotonina, neurotransmissores responsáveis pela sensação de felicidade.

15. Chá de gengibre

O gengibre tem ação anti-inflamatória e ajuda a eliminar sintomas como as dores de cabeça. Também melhora a digestão, auxilia no emagrecimento, pois acelera o metabolismo, e fornece mais disposição. Para adoçar, use mel em vez de açúcar.

O papel de uma boa noite de sono no organismo

Dormir bem reforça a imunidade e previne uma série de doenças — infecciosas e crônicas. Ao mesmo tempo, garante a energia necessária para encarar o dia seguinte.

Isso acontece porque, durante o repouso, são liberados os hormônios responsáveis pela manutenção e reparo do organismo. Mas para ter um descanso realmente revigorante, é preciso ter bons hábitos, principalmente comer de maneira saudável e praticar exercícios regularmente.

A importância da prática de atividades físicas para ter mais pique

Manter uma rotina com atividades físicas também contribui para aumentar a energia

Não à toa, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a prática diária de, pelo menos, 30 minutos de atividades físicas — os quais podem ser divididos entre 15 minutos pela manhã e 15 minutos após o expediente. Os benefícios são inúmeros!

Isso porque, apesar da preguiça inicial, quanto mais os exercícios se tornam parte da rotina, mais o corpo sente vontade de praticá-los. O mérito, neste caso, é todo da endorfina, um neurotransmissor liberado durante a execução dos movimentos, que é ligado à sensação de bem-estar e prazer.

Como o organismo de quem pratica atividades físicas está acostumado a se esforçar para se adaptar a novos estímulos, o mesmo acontece com as demais atividades do dia a dia, garantindo o pique extra para encarar novos desafios e exigências.

Viu só como a adoção de práticas saudáveis, ou seja, de uma boa alimentação, sono de qualidade e atividades físicas regulares, ajuda a aumentar a energia e impacta, positivamente, na qualidade de vida?

Se você conhece ou convive com pessoas que vivem reclamando de cansaço, indisposição, estresse e outros males, compartilhe este post em suas redes sociais e ajude-as a ter um dia a dia mais leve, ativo e produtivo!