A vida de academia pode até parecer a única solução para se perder peso de maneira eficiente, mas não é! Você já pensou em dançar para emagrecer? Saiba que isso não só é possível, mas, também, saudável e divertido.

Nunca se falou tanto em estilo de vida fitness como hoje em dia. Cada vez mais pessoas estão correndo atrás de uma rotina de exercícios que garanta resultados, principalmente no que diz respeito ao emagrecimento.

Entretanto, nem todo mundo gosta de musculação ou tem perfil para levantar pesos e alterna tempo na esteira.

Quer saber por que a dança é uma ótima opção para quem quer se exercitar e, de quebra, perder aqueles quilinhos extras? Então confira, neste post, 7 motivos para começar a dançar agora mesmo!

1. Acarreta um emagrecimento saudável

Como você provavelmente já sabe, aliar atividades físicas com uma dieta balanceada é a chave para perder peso com eficácia e equilíbrio. Para quem deseja alcançar esse objetivo, os exercícios mais recomendados são os aeróbicos, que envolvem o movimento dos maiores grupos musculares do corpo.

A dança, como um exercício aeróbico, promove a aceleração do metabolismo, fazendo com que o corpo queime calorias e, consequentemente, perca peso — sobretudo quando feita com regularidade.

Muitas academias oferecem aulas de dança como zumba, aeroboxe e pole dance, uma vez que essas exigem mais esforço físico e são ótimas alternativas para quem quer um treino mais intenso e pesado. Se você quer tonificar o corpo todo de forma divertida e saudável, vale a pena dar uma conferida nessas três modalidades!

2. Promove uma sensação de bem-estar

Os exercícios físicos em geral liberam os famosos hormônios da felicidade e do prazer, como a endorfina, serotonina, dopamina e oxitocina. Com a dança, isso não é diferente.

Quando praticada, ela é responsável pela liberação dessas substâncias no nosso corpo, nos fazendo sentir bem de forma natural.

Além disso, muitos acreditam que o estresse é um dos principais responsáveis pelo ganho de peso. Dessa forma, um estudo do Journal of Applied Gerontology mostrou que a atividade, quando feita em conjunto, com acompanhamento musical ou durante duas vezes na semana, pode ajudar a reduzir essa tensão e promover o bem-estar.

VEJA TAMBÉM  8 motivos para começar a praticar Muay Thai

Afinal, dependendo do ritmo e da música, é praticamente impossível ficar triste, não é mesmo? Isso porque ao entrar em uma aula de dança, além do corpo, a mente e as emoções também são trabalhadas. Você entra de um jeito e sai de outro: mais leve e feliz.

3. Dançar tonifica os músculos

Pessoas que dançam regularmente tendem a ter o corpo menos flácido e mais definido, uma vez que a atividade tonifica principalmente os músculos do abdômen — área muito conhecida por acumular gordura — e as pernas.

Uma das características mais admiráveis dessa prática para quem quer emagrecer é que ela trabalha o corpo inteiro: os movimentos exigem esforço dos braços, bumbum, panturrilha e coxa.

Dessa forma, com a frequência do exercício e a regularidade de aulas, os resultados definitivamente aparecem, sem a necessidade de gastar horas da sua rotina puxada levantando pesos e mais pesos na academia. Dependendo da modalidade, é possível perder até 700 calorias em uma hora de dança!

4. Melhora a coordenação motora

Em uma aula de dança, como mencionamos, o professor ou instrutor opta por passar uma série de exercícios que visam trabalhar o corpo inteiro, além de coreografias que vão desde as mais fáceis até aquelas mais exigentes.

Para aprender uma coreografia — mesmo que essa seja simples —, ao mesmo tempo em que o corpo trabalha movimentando-se, o cérebro é estimulado para se atentar aos movimentos e também memorizá-los.

Isso promove um maior controle do corpo e consciência corporal, além de melhorar consideravelmente a coordenação motora — já que você precisa aprender a realizar muitos movimentos de uma vez só.

5. Melhora a autoestima

Optando pela dança como forma de emagrecer, é possível melhorar a autoestima e confiança.

VEJA TAMBÉM  Crossfit: saiba o que é, onde treinar e como começar!

Algumas modalidades são excelentes maneiras de dar um up na confiança e na autoestima. O stiletto, por exemplo, é um estilo de dança que tem como foco coreografias em cima do salto alto — que além de deixar a mulher mais poderosa e confiante de si, trabalha a postura, a resistência e o equilíbrio.

O pole dance é outra modalidade que vem ganhando cada vez mais adeptos, tanto do lado masculino quanto feminino. É uma dança sensual e também muito intensa, já que exige bastante esforço físico e resistência.

Até pouco tempo, o pole dance era visto como um estilo praticamente vulgar e muito subestimado. Entretanto, trata-se de uma prática que, para muitas pessoas, substitui a musculação e garante quase os mesmos resultados, além de ser responsável por elevar a autoestima.

6. Dançar tem caráter sociável

A maioria das aulas de dança é feita em grupo, que muitas vezes são compostos por uma quantidade razoável de participantes que têm um gosto em comum e que estão dispostos a compartilhar esse interesse.

Sendo assim, trata-se de uma ótima chance para conhecer pessoas novas, sair da rotina pesada do dia a dia, conviver com um grupo fora do seu círculo de costume e formar laços de amizade que podem durar uma vida toda, por que não?

Viu como escolher dançar para emagrecer pode ser uma ótima alternativa para você? Além de servir como uma atividade física que trabalha todo o corpo, a prática também estimula a criatividade, promove a autoaceitação, a socialização e pode trazer resultados tão eficazes quanto horas de esteira, bicicleta ou levantamento de peso!

Agora que você conhece os principais benefícios de dançar para emagrecer, já pensou em desfrutar desse exercício físico em academias de todo o Brasil pagando uma única mensalidade? Quer saber como? Clique aqui e escolha seu plano, ou consulte o RH da sua empresa, caso tenha o benefício Gympass Corporate.