Com objetivos que vão do emagrecimento ao ganho de massa muscular, os suplementos se tornaram presença garantida nas academias pelo país. Mas, afinal, você sabe como utilizá-los corretamente?

Para esclarecer as dúvidas e os riscos da suplementação, convidamos a nutricionista funcional Camila Laranja para um bate-papo sobre o tema!

Apaixonada pelo estilo de vida saudável, Camila faz sucesso na internet com suas dicas e posts de alimentação. Além do site oficial, a profissional divide seu conhecimento com seus 118 mil seguidores na web, divididos entre seus perfis no Facebook e Instagram.

Ficou curioso para ver o que ela tem a nos dizer sobre a suplementação? Então, confira a entrevista completa com a especialista!

Conheça os riscos da suplementação e leve uma vida saudável

O que são suplementos e para que eles servem?

Suplementos são compostos utilizados para complementar necessidades de micronutrientes e macronutrientes do organismo. Eles devem ser encaixados na rotina do paciente quando ele não consegue suprir essa defasagem por meio da alimentação

Vejo muitas pessoas que trocam a refeição por suplementos, e o ideal é que não seja assim. Quando a pessoa, a partir da alimentação normal, não conseguir atingir o objetivo que ela deseja no que diz respeito a esses nutrientes, aí sim ela deve buscar a suplementação. É possível suplementar macronutrientes — proteínas, carboidratos e gorduras — e micronutrientes — que são as vitaminas e os minerais.

Quem pode fazer a suplementação?

Qualquer um pode buscar a suplementação, desde que ela ocorra sob a supervisão de um profissional.

Dito isso, a suplementação deve ser indicada para pessoas que não conseguem atingir a quantidade necessária de nutrientes e macronutrientes com uma dieta normal.

No caso da proteína, por exemplo, se a pessoa não consegue esse aporte naturalmente e não tem tempo para fazer um lanchinho proteico no meio do dia, significa que esse consumo natural não se encaixa à rotina dela, então ela pode buscar um suplemento.

Quando começar a tomar suplementos?

Suplementos são indicados quando a pessoa já se adaptou a uma alimentação saudável, pois ela será sempre o principal fator para alcançar os resultados.

Tanto os termogênicos quanto o whey protein não devem ser indicados em um primeiro momento. Se a dieta está sendo seguida corretamente e, mesmo assim, os objetivos não estão sendo alcançados, é hora de potencializar os resultados com a suplementação. O período médio para avaliação desse quadro é de um mês.

Como saber qual suplemento tomar?

Emagrecimento

Os mais populares para esse objetivo são os chamados termogênicos, que atuam aumentando a oxidação de gordura. A cafeína é o composto mais comum, mas o chá-verde, o extrato de pimenta e outras ervas também são utilizados. Cada componente vai agir de uma forma distinta no organismo.

É importante frisar que de nada adianta a pessoa tomar um suplemento termogênico e não fazer a atividade física. Da mesma forma que não basta ela tomar o termogênico e treinar para emagrecer, sem trabalhar a dieta.

VEJA TAMBÉM  Emagrecer sem dietas restritivas: é possível?

Para quem os termogênicos são contraindicados?

Hipertensos e pessoas com algum problema cardiovascular requerem atenção redobrada na hora de indicar um termogênico, pois existem alguns produtos que podem apresentar riscos em seu consumo.

É o caso de indivíduos que não metabolizam bem a cafeína. Pessoas que ficam muito agitadas ao tomar café, com sintomas de insônia e taquicardia. Nesses casos, os termogênicos precisam conter uma dose reduzida de cafeína ou deve ser recomendado um outro tipo de suplemento.

Ganho de massa muscular

O maior indicado é, sem dúvida, o whey protein. Derivado da proteína do leite, o whey é responsável por aumentar a quantidade de aminoácidos no organismo, facilitando a síntese muscular e a hipertrofia. Ele pode ser separado em três categorias:

  • whey concentrado: é o mais comum, rico em proteínas e carboidratos;
  • whey isolado: não leva lactose em sua composição, indicado para intolerantes;
  • whey hidrolisado: traz as proteínas já pré-digeridas e é o mais eficaz, pois sua absorção é mais fácil.

Além do whey, existem também as proteínas de origem vegetal, que podem vir da batata, da ervilha, do arroz etc. Por serem hipoalergênicos, os suplementos à base de proteína vegetal são recomendados para os intolerantes à lactose.

Para quem os suplementos proteicos são contraindicados?

Antigamente tinha-se muito preconceito com o whey, que era associado a problemas renais. Hoje, nós sabemos que não é bem assim — a não ser que esse suplemento esteja associado a uma má alimentação ou a outros fatores de risco. Apesar disso, pessoas que são mais sensíveis à proteína do leite devem ficar longe do whey, optando pela proteína vegetal.

Acima de tudo, é preciso preparar a microbiota intestinal para a adição desse suplemento proteico à dieta. O consumo indiscriminado de whey pode piorar o quadro de desequilíbrio intestinal, ocasionando na má absorção de proteínas e um eventual ganho de gordura.

Conheça os riscos da suplementação e leve uma vida saudável

Como tomar suplementos corretamente?

Suplementos proteicos

O organismo não absorve mais do que 15 a 20 gramas de proteína por vez. Não adianta a pessoa tomar uma grande quantidade de uma vez só, com objetivo de acelerar o ganho de músculos, da mesma forma que não adianta ela ter uma refeição rica em proteínas, associada à suplementação.

É necessário avaliar, individualmente e com acompanhamento profissional, como será fracionado esse consumo proteico ao longo do dia. Para ganho de músculo, é preciso ter uma oferta proteica bem equilibrada durante o dia todo.

Termogênicos

O ideal do termogênico é que ele seja consumido antes do treino, possibilitando a oxidação de gorduras. Esse tempo varia conforme o metabolismo do indivíduo e o tipo de suplemento escolhido.

Alguns termogênicos têm uma ação mais lenta que outros. A recomendação geral é que o consumo aconteça de 30 minutos a 1 hora antes da prática de exercícios físicos.

VEJA TAMBÉM  Atividade física ajuda na prevenção do câncer de mama!

Quais são os efeitos colaterais mais comuns da má suplementação?

No caso do whey protein, os principais efeitos colaterais são o descontrole intestinal e o ganho de gordura, associados ao consumo indiscriminado do suplemento.

No caso dos termogênicos, os principais efeitos são a taquicardia, a agitação e a insônia para pessoas mais sensíveis à cafeína. Outro problema comum é a redução na eficácia do suplemento, caso ele seja usado por longos períodos. Como o corpo se adapta aos diferentes estímulos, é recomendado sempre fazer pausas periódicas ou mudanças no tipo de termogênico utilizado.

Misturar suplementos: recomendado ou perigoso?

Se misturados sob a indicação de um profissional, eles têm um resultado positivo. Agora, quando o indivíduo mistura suplementos indiscriminadamente, isso pode gerar problemas. Um composto pode anular ou potencializar os efeitos de outro — o que nem sempre é bom.

O ideal é fracionar o suplemento, verificando sempre o melhor horário para o consumo de cada um.

O que acontece se eu tomar suplemento sem fazer academia?

Provavelmente você vai ganhar gordura. Portanto, se estiver pensando na suplementação como um caminho para ganho de músculos, a atividade física é essencial.

Muita gente vem tomando suplementos indiscriminadamente. No caso do whey, por exemplo, as pessoas acham que por ser uma proteína elas vão ganhar mais músculo. Mas a pessoa pode engordar por excesso de suplemento, caso essa proteína não seja necessária ao organismo naquele momento.

Agora, caso você apresente alguma deficiência de proteína, o complemento não trará danos. No caso de idosos que não têm um bom aporte proteico, por exemplo, o consumo de suplementos é recomendado mesmo que eles não realizem atividades físicas.

Suplementos e bebidas alcoólicas: essa combinação dá certo?

Não. É preciso ter um intestino íntegro para absorver vitaminas, nutrientes e proteínas, e o álcool é um dos elementos que altera a permeabilidade intestinal. Ao interferir nessa impermeabilidade, em longo prazo a absorção de tudo o que você está ingerindo será dificultada.

Existem alternativas de suplementação natural?

Existem. Todos os suplementos citados aqui podem ser conseguidos por meio de uma dieta balanceada. É possível substituir o whey, por exemplo, pelo ovo, o frango ou outro tipo de proteína animal.

Já os termogênicos podem ser trocados por uma xícara de café com canela ou pela pimenta do reino em pó. É importante frisar que a quantidade de cafeína presente no café e no chá-verde são diferentes do suplemento de fato, que é mais concentrado. Mas eles não deixam de ser uma alternativa natural à suplementação.

Gostou do texto e de conhecer os riscos da suplementação? Quer ficar por dentro de tudo o que rola no universo fitness? Assine a nossa newsletter e receba as últimas notícias diretamente em sua caixa de e-mail.