Não há idade para viver com mais disposição e bem-estar ao longo da rotina, concorda? Afinal, mesmo aqueles que já têm bastante experiência de vida estão aptos a aproveitar os benefícios adquiridos pela prática de um exercício. Não por acaso, cada vez mais é possível encontrar idosos na academia ou praticando algum esporte.

Levando isso em consideração, hoje vamos contar a história de Sebastião Naves. Ele tem 80 anos, é avô de quatro netos e grande fã das atividades físicas. Se você deseja se inspirar nessa trajetória maravilhosa, leia o texto até o fim e encontre uma fonte de motivação para os seus treinos!

Quem é Sebastião Naves e como é sua rotina?

Além de ser pai e avô, Sebastião é uma pessoa extremamente ativa em sua rotina. Nascido em Bom Sucesso (MG) e radicado em São Paulo (SP), ele é casado e trabalhou como bancário por 35 anos.

Pouco depois de tomar um café da manhã caprichado, em torno das 9 horas, esse simpático senhor já se manda a pé para a academia, que fica a poucos quarteirões de sua casa. Ele vai ao local três vezes por semana, no mínimo, e fica por lá cerca de 40 minutos fazendo suas atividades favoritas.

A sada de Sebastião Naves: idosos na academia

A família também ocupa um papel de destaque em sua vida. Quando pode, se desloca para visitar os filhos e os netos, seja no interior do estado de São Paulo, seja em Belo Horizonte.

Mesmo quando não está na cidade em que reside — viajando a passeio ou a trabalho — ele dá um jeito de se exercitar. Graças ao Gympass, ele procura uma academia por perto e não deixa de suar um pouquinho.

No entanto, isso nem sempre foi assim. Durante vários anos, ele achou que não precisava de musculação ou algo do gênero. Portanto, não dedicava muito tempo à prática de exercícios físicos. Não à toa, seu médico recomendou: “você precisa fazer alguma atividade para não perder massa muscular”.

Algum tempo depois, Sebastião deu ouvidos à recomendação, passou em um cardiologista e fez todos os exames necessários. Em 2016, começou a fazer academia e não parou mais. A praticidade de poder fazer exercício em qualquer lugar foi um facilitador e tanto para ele. Um dos responsáveis por essa mudança foi um de seus filhos, o Ricardo, que tem o benefício corporativo do Gympass na empresa em que trabalha e pôde incluí-lo como dependente.

O que mudou na vida de Sebastião após a academia?

Ele não só perdeu peso, se aproximando da quantidade recomendada pelos médicos e pelo IMC, como também se sente mais disposto e independente. Ele anda alguns quilômetros todos os dias e usa bastante o transporte público. Como se não bastasse, adquiriu mais disciplina e motivação para encarar o cotidiano.

O humor também agradece: ele conheceu novas pessoas, fez colegas na academia — alguns da terceira idade, inclusive — e acabou descobrindo modalidades esportivas pelas quais se encantou, como ginástica e corrida.

A cada dia que passa vemos mais idosos na academia

Qual é a importância dos idosos na academia?

Por mais que muitas pessoas não façam ideia dessa informação, a presença de idosos na academia tem crescido nos últimos tempos. De acordo com dados divulgados na Folha de S.Paulo, em 2016, o percentual de pessoas com mais de 60 anos matriculadas em algum serviço de academia subiu de 5 para 30%. Significativo, não é mesmo?

Além da comodidade promovida por iniciativas como o Gympass — que dá acesso ilimitado a mais de 17.500 academias e mais de 700 modalidades esportivas em todo o país — houve, também, uma tomada de consciência da população a respeito da importância da prática regular de atividades físicas.

Há, ainda, a sensação de independência que os exercícios trazem para pessoas como Sebastião. Nessa idade, é fundamental se sentir capaz, indo contra o senso comum de que os mais experientes não podem fazer nada sozinhos.
Enfim, os idosos na academia são uma inspiração e tanto. A história de Sebastião Naves é um exemplo não só para os mais vividos, mas também para os jovens.

Crédito pelas fotos: Academia Oxy Fit